//
you're reading...
Música, Resenhas, Todos

Despontando: Cícero Lins (Portal Scriptus Est)

Divulgação

Em meados de 2011 o carioca Cícero Lins decidiu lançar a sorte e disponibilizar seu primeiro disco solo no Facebook. Batizado de “Canções de Apartamento”, o álbum nasceu como um recorte de um momento de muitas transições na vida do compositor: havia acabado de chegar de uma estadia de seis meses nos Estados Unidos, onde fora comprar equipamentos com a intenção de montar um estúdio para Alice, a sua banda na época. Quando retornou, os membros já haviam se dispersado e banda não havia mais. Ao mesmo tempo, se viu morando sozinho em um pequeno apartamento a três horas do seu bairro de origem; formado em uma profissão que não pretendia exercer e vivendo dos trabalhos como produtor de festas nas madrugadas do Rio. Encontrou-se em suas composições e fez uma escolha: iria viver de música.

O álbum cuja versão digital é disponibilizada gratuitamente na internet e a física nos shows, tem como conceito o apartamento que acolheu a solidão dividida entre Cícero e suas  influências artísticas presentes em todo o ambiente e  funciona como uma espécie de disco de citações, em que melodias invocam canções de compositores como Caetano e Tom Jobim, que acabam sendo “creditados” em versos de outras canções e aquilo que poderia soar como mais do mesmo, acaba resultando em um disco autoral, devido a sinceridade que Cícero imprimiu neste trabalho, mostrando-se um compositor talentoso e promissor. E talvez essa sinceridade tenha sido o diferencial necessário para que em tão pouco tempo e de maneira praticamente inédita, o músico que é completamente independente – “sem gravadora, sem produtor”, como faz questão de sempre ressaltar, tenha aos poucos conseguido se tornar pela internet uma das sensações da música brasileira, figurando em diversas listas de melhores do ano (constando também na que enviei ao site Scream & Yell, que me convidou neste ano e cujo resultado saberemos apenas em Janeiro/2012); conseguido levar o seu show para cidades fora do Rio de Janeiro, sido elogiados por um artista consagrado como Moska e conquistado fãs empolgados que manifestam sua admiração das mais variadas formas: seja soltando balões vermelhos durante a execução do single “Tempo de Pipa” no show de lançamento, criando perfil no twitter para compartilhar os versos do compositor ou até mesmo chorando para conhecer o rapaz simpático e atencioso que parece não perceber o status de ídolo já conquistado e talvez nem tenha ego para se ver em tal posição.
No mais recente show, realizado dia 27 deste mês no Solar de Botafogo, no Rio de Janeiro, Cícero demonstrou pouco traquejo em dominar a sua própria presença no palco e interagir com a plateia nos intervalos das músicas, se limitando a agradecer desajeitadamente a presença de todos e arriscar alguns comentários que se tornavam mais descontraídos na medida em que parecia mais seguro com a participação do público. Na curta duração de uma apresentação ainda em fase de adaptação aos palcos, algumas das delicadas canções do disco ganharam finais dramaticamente roqueiros e quase todas foram acompanhadas em coro baixinho pelo público, que resistiu a se soltar mesmo diante os pedidos do músico para que aumentassem a voz em “Laiá Laiá” (“já estou ficando sem graça”, chegou a brincar). A versão para “Barely Legal”, dos Strokes, tocada no bis, foi recebida com grande entusiasmo e no final a impressão que ficou foi a de que os fãs anseiam por ver mais de Cícero no palco. Para o primeiro show do ano, onde o músico dividirá a noite com Vinicius Castro em apresentações gratuitas no Studio RJ, um novo cover já está sendo prometido mas não será surpreendente se os fãs começarem a pedir por novas canções. Cícero já conseguiu a façanha de alcançar o reconhecimento com todas as dez músicas do seu álbum, em contraste a “fenômenos de um hit só” como A Banda Mais Bonita da Cidade, que vem sendo solenemente ignorada nas listas, para citar um exemplo, e se tornar um ídolo em construção que mais do que pensar em si, tem planos de ajudar a movimentar uma cena para que outros artistas tenham também a chance de compartilhar suas criações com o público sem a obrigatoriedade de um grande esquema por trás. Tomara que consiga.

Foto: Renata Arruda

Anúncios

About Renata Arruda

Redatora e tradutora.

Discussão

One thought on “Despontando: Cícero Lins (Portal Scriptus Est)

  1. Reclama que Michel Teló esta virando uma epidemia mundial, mas não levam em conta que Justin Bieber e etc.. que chegam a ser piores… 😛

    Posted by Leandro R. da Silva™ (@leandro_rs) | Janeiro 5, 2012, 1:09 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: