//
archives

Archive for

MoMo – Serenade of a Sailor (Publicado no Scream & Yell)

Por Renata Arruda, com colaboração de Ricardo Gameiro* Momo – alcunha do músico mineiro-carioca ex-Fino Coletivo, Marcelo Frota – lança o terceiro ato de sua discografia após o aclamado CD de estreia A Estética do Rabisco (2006) – que entrou para a lista de melhores do ano do crítico americano Peter Margasak, do Chicago Reader … Continuar a ler

Matéria sobre mulheres e tatuagem: Não é coisa de mulher? (Publicado no site Universidade Livre Feminista)

“Esta é uma das principais formas de autoexpressão. Atualmente, mais do que a música, a variedade de estilos e as razões por trás delas podem dar uma visão geral do que está acontecendo na sociedade.” Kat Von D* Banner do evento TattooGirls Até alguns anos atrás, pessoas tatuadas eram marginalizadas pela sociedade. Ainda existem empresas que … Continuar a ler

(Chamada) Entrevista com André Dahmer – Revista Cultural Novitas Nº 12 –

  Na próxima edição, teremos a presença do quadrinista carioca André Dahmer, a mente por trás dos famosos “Malvados”, que desde 2001 – ano em que surgiram na internet – não deixaram de fazer sucesso. Com três livros de tiras publicados e mais dois a serem lançados neste ano, na bagagem de André ainda há … Continuar a ler

Scream & Yell recomenda: Sobre a Máquina (Por Renata Arruda)

por Renata Arruda O Sobre a Máquina – ou SAM – é um trio carioca formado por Cadu Tenório, idealizador do projeto, Emygdio Costa e Ricardo Gamero. Trata-se de uma banda instrumental, com fortes influências de industrial, metal e ambience, mas o caráter é essencialmente experimental. Como influências, os rapazes citam bandas como Nine Inch Nails … Continuar a ler

Opinião: Do que se trata seu feminismo? – Publicado no Teia Livre

A cantora Alanis Morissette, feminista, membro do Equality Now, lançou em 2002 o CD “Under Rug Swept”, que dentre muitas faixas, havia uma muito curiosa,chamada “A Man”. Na época do lançamento, Alanis declarou: “Eu tive tendência a me concentrar mais em experiências negativas que eu tive com homens, e eu queria representar muito dos homens mais evoluídos também. Particularmente depois … Continuar a ler

Entrevista com o músico Romulo Fróes, publicada no Scream & Yell

Entrevista: Romulo Fróes Texto por Renata Arruda Fotos por Liliane Callegari A afirmação de Rogério Skylab na Folha de São Paulo ficou famosa: Romulo Fróes é o arauto da nova MPB. Porém, a ênfase que Skylab queria demonstrar não era essa, mas sim que o grande diferencial de Romulo no meio a tantos novos artistas que em … Continuar a ler

Entrevista com a cantora Pitty, capa da Revista Cultural Novitas #11

Lançando seu quinto DVD, intitulado A Trupe Delirante no Circo Voador ou “Flying Circus Troupe Delusional”, como traduziu um tanto erroneamente a revista americana Billboard – onde Pitty chegou a estar em terceiro lugar na parada Uncharted – e que figurou na lista dos mais vendidos quando ainda estava em pré-venda, Pitty já se firmou … Continuar a ler

Entrevistão Renata Dias Gomes (íntegra)

Íntegra da entrevista publicada na Revista Forum Por Renata Arruda, com colaboração de Emygdio Costa “Fui uma adolescente que queria mudar o mundo com a minha arte. Não desisti. Mas mudei. Diria que hoje quero tocar o mundo com a arte”, é a declaração de Renata Dias Gomes, 27, atualmente colaboradora da novela Amor & Revolução, … Continuar a ler

Entrevista com Renata Dias Gomes, publicada na Revista Fórum (editada)

Renata Dias Gomes, colaboradora da novela Amor & Revolução, fala de independência criativa, do conflito ideologia x entretenimento e do curioso fato de que a Globo hospedasse dramaturgos comunistas na ditadura.  Por Renata Arruda [28.07.2011 08h09] A opção por novela vem de alguma herança de família? Quando eu comecei a escrever novela, comecei porque acreditava … Continuar a ler

Matéria sobre o movimento Riot Grrrls publicada no Blogueiras Feministas

A Música Feminista das Riot Girls Aqui no Brasil fala-se pouco sobre isso. Mas, segundo o The Guardian, mesmo após 20 anos, o movimento das Riot Girls (ou riot grrrls) continua relevante para meninas que buscam sua própria independência musical tocando rock. O movimento surgiu nos anos 90 como uma resposta ao machismo do movimento punk – … Continuar a ler